30/06/2004

Carrinhos de Choque

Pois é... há tanto tempo que não escrevia (5 dias mais precisamente) e hoje deu-me umas ganas que me apetece escrever sobre tudo.
Não tenho escrito porque tenho andado muito ocupada.
Quem me conhece sabe que eu ando sempre a 100 à hora e lembro-me de me dizerem:
"Tu com um blog? Como é que vais ter tempo?"
Mas não é que até tenho de vez em quando 5 minutos?

Onteontem (será que está bem escrito?) fui à feira de S.Pedro de Sintra por causa dos santos populares.
Nunca tinha lá ido o que é estranho para quem mora tão perto.
Não me apetecia mas lá me conseguiram convencer.
E até foi giro. Mas o que me espantou foram os carrinhos de choque e os carrocéis.
São exactamente iguais ao que eram à trinta anos atrás.
Tudo evoluiu mas os carrinhos de choque ficaram na mesma. Com as mesmas pistas e os mesmos carros (até diria que alguns deles são mesmo os do início).
Os carrocéis têm os mesmos animais. Só as músicas mudaram, agora são mais actuais.
Não estava na altura de se fazerem uns carrinhos de choque com um design mais bonito?
Não é que andar nestes carrinhos de choque antigos seja mau mas podiam atrair mais gente se fossem mais modernos.
Ou será que não tenho razão? E se fossem diferentes já ninguém queria andar?

2 comentários:

jacka disse...

Olá Carlota,
Antes de mais, não te esqueças de aparecer lá para os lados da zona saloia. Podemos ser saloios mas temos lá grandes petiscos.
Depois, e quanto ao teu post, algumas tradições são mesmo para manter, outras nem tanto. Exemplos:
Tradição com futuro - os eternos carrinhos de choque
Tradição sem futuro - casamento
Explicação: quanto ao casamento, e apesar de eu ser a favor da malta casar-se(sempre há mais festas), está cada vez mais a passar de moda. Pode até ser só isso: uma moda passageira. Mas não creio.
Quanto aos carrinhos de choque, talvez não tenham evolução possível. Bem, tudo tem evolução, mas neste caso específico, a evolução será mais a nível estético que propriamente a nível de diversão.Ou não!!!

Astro disse...

Confesso q fiquei com umas certas saudades de andar de cc, depois de ler o teu post. Não que eu andasse há 30 anos atrás, como tu, não sou assim tão velho, mas... :o)

Quanto à história do "como é q tens tempo?" e afins... ha-de aparecer a minha resposta qq dia, lá no blog. Pq tb ma fazem, claro.